Austrália, um país com outra natureza

Passámos 8 dias na Austrália, divididos por duas regiões completamente opostas. A primeira paragem foi Alice Springs, no coração do país. Foi ainda no ar, dentro avião, que nos apercebemos que esta cidade se encontrava delimitada por montanhas que por sua vez emergiam no meio de um deserto de gigantesco.

Pequena, baixa, plana e cuidada, esta cidade que cresceu por ter sido uma base militar durante a segunda guerra mundial, é bem diferente das que temos vindo a visitar. Por lá aconselharam-nos a dar uma volta e a ver o pôr do sol e que não regressássemos tarde porque a cidade era perigosa (aviso este que até à data ainda não tínhamos recebido). Fizemos tudo num dia.

De seguida, partimos em busca da natureza pura. Para isso juntámo-nos a um grupo de 16 pessoas, entre as quais constava um guia/cozinheiro/condutor – o Ben. Por uma feliz coincidência, entre eles encontrámos também um casal português – a Eva e o Jaime – com quem partilhámos bons momentos ao longo desta viagem. Durante os mais de 1000km percorridos, fomos vendo cangurus, camelos, águias, abutres, pássaros e passarinhos, dingos, gatos e raposas, tudo livre e selvagem. No primeiro dia subimos ao Kings Canyon e dormimos debaixo do céu estrelado do hemisfério sul. No segundo dia, andámos em torno do Kata Tjuta e do Uluru a ouvir histórias e costumes da cultura aborígene, residente na zona. No terceiro dia subimos ao Uluru e regressámos a casa.

A aventura no meio disto tudo esteve em dormir ao relento, comer comida preparada numa carrinha improvisada e com pratos apenas passados por água e no final ainda pagar bem por isso.

Depois de todos estes dias cansativos, apanhámos mais um voo, desta vez para Sidney, uma das cidades mais famosas do mundo. Em Sidney, fizemos tudo o que um turista normal faria: vimos a opera house, o jardim botânico, deslumbrámos a marinha e os seus portos magníficos, perdemo-nos pelo meio de prédios, subimos uma parte da Harbour bridge. Enfim, tudo o que nos foi necessário fazer para passar a adorar a cidade!

E foi neste país, 4 meses depois de sairmos da Europa que voltámos ao sistema da Sandwich, isto é, o sistema em que compramos o pão, o presunto e as batatas fritas e assim temos o nosso almoço económico. Não queremos, com isto destruir nenhum sonho, mas a Austrália é CARÍSSIMA! Ao ponto de nos ser mais barato viajar de avião do que de autocarro, ou de se pagar 4 dólares por uma Coca-Cola no supermercado, ou 10 por uma cerveja…

E cá estamos nós, a acabar de escrever a penúltima crónica no aeroporto de Sidney, onde vamos passar a noite porque amanhã temos um voo bem cedinho, para a NOVA ZELÂNDIA. Este 25º país, que não estava programado, vai ser palco para mais um encontro com o Dr. Carlos Torres, Presidente da Fundação Lapa do Lobo, a quem agradecemos este fantástico convite. Esta é que é a verdadeira cereja no topo do bolo!

See you later, body!

Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , . ligação permanente.

3 respostas a Austrália, um país com outra natureza

  1. Manuela Marques diz:

    Acho que têm experimentado um pouco de tudo nestes quatro meses das vossas vidas de viajantes. Li sempre com o maior interesse as vossas crónicas. Revivi experiências de locais por onde passei, fizeram-me despertar o interesse por outros. Deu para perceber como esta aventura vos marcou, amadureceu. Acredito que, para vocês, já nada será como dantes!
    Boa viagem de regresso.
    Um grande beijinho para ti, Gonçalo, que passei a conhecer melhor, e para ti, Tiago, que espero
    conhecer em breve.

  2. A AUSTRÁLIA é um país de grandes contrastes , vocês estiveram lá pouco tempo ,para visitarem alguns dos quais são maravilhosos por exemplo as grandes florestas únicas no mundo,o parque de aves exóticas e tantas outras maravilhas, A NOVA ZELÃNDIA é o paraíso na terra eu gostei muito , meninos aproveitem que está a terminar esta viagem que tantos conhecimentos vos tem proporcionado ,mas as saudades são muitas Beijinhos e bom regresso

  3. Isaura Maria costa ia diz:

    Olá sou Isaura,estou aqui na Australia tenho acompanhado algumas das vossas visitas ,tenho pena de nao terem passado por Brisbane ,cidade aonde me encontro,possivelmente seria um pouco mais barato,.sim um pouco diferente do nosso Portugal…..Bom regreco ao nosso Portugal a Oliveira do conde terra do meu marido ….

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s