Camboja, umas férias completas!

A nossa primeira paragem, neste nosso décimo oitavo país, foi Phnom Pehn, a capital do Camboja. Nesta cidade, onde íamos morrendo de calor, só se estava bem no quarto com o ar condicionado ao máximo. Foi lá que dormimos a sesta e onde ficámos a  organizar o próximo dia.

No dia seguinte, fomos visitar os Killings Fields (campos de extermínio) que podemos dizer que foi o local mais impressionante e arrepiante que nós visitámos em toda a viagem. Este e outros campos, secretos para muitos, foram utilizados de 1975 a 1979, durante a governação de Pol Pot, para o extermínio de milhares e milhares de pessoas. Estima-se que durante este período tenha morrido 21% da população do país devido às politicas extremistas deste comunista, um verdadeiro terror…

Pol Pot queria então criar um pais auto-suficiente e que vivesse SÓ da agricultura. Por isso mesmo mandou executar todos os capitalistas, literados, defensores de uma economia de mercado, trabalhadores comuns não ligados à exploração agrícola, pessoas com ligações ao estrangeiro e todas as pessoas do seu grupo social. Todas estas foram mortas nestes campos com a utilização exclusiva de ferramentas agrícolas como martelos, foices, machados, picaretas, facas e até as próprias mãos, com que matavam as crianças e bebés contra as árvores. No final todos os corpos eram colocadas em valas comuns que chegavam a ter centenas de mortos, algo tão macabro que não se consegue entender…

De volta ao centro da cidade,  fomos visitar mais um monumento e dar uma pequena volta a pé, o calor impossibilitava-nos fazer mais do que isto. No dia seguinte estávamos de partida para Sihanoukville.

Quando chegámos, logo nos apercebemos que os nossos dias de caminhadas e de passeios pelas cidades iam parar por um pouco, pois agora estávamos na praia: água a 30ºC (não acreditam?), areia fina e branca como a farinha, montes de turistas e animação… não nos faltava nada! Tanto naquela cidade como numa ilha para onde fomos no dia seguinte. A ilha era praticamente deserta e os quartos eram bungalows de madeira apenas a 10 metros do mar azul, tal como naqueles postais com que sonhávamos. A ilha tinha muito poucas pessoas, mas nem por isso deixámos de encontrar 2 casais portugueses, que ali tinham decidido passar as suas férias, coincidências lusitanas… Mas as “férias” rapidamente acabaram e dois dias depois já estávamos a chegar a Siem Reap, de onde vos escrevemos.

Nesta cidade visitámos o ícone do Camboja (que, inclusive, faz parte da sua bandeira nacional), os templos de Angkor, que são absolutamente fantásticos. Provavelmente, também, o monumento de que mais gostámos em toda a viagem.

No final de tudo podemos dizer que adorámos estes dias, mas o que não pode fazer com que se esqueça que há toda uma outra sociedade, se calhar uma maioria) que vive em paralelo com este turismo exótico e que vive na pobreza… Ainda há muita miséria por aqui, a não esquecer!

Para concluir, informamos todos os nossos companheiros (principalmente do sexo masculino) que, infelizmente, não encontrámos a Angelina Jolie, que com certeza falhou o encontro por uma emergência qualquer. Fica para uma próxima…
Até à vista, companheiros!

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

2 respostas a Camboja, umas férias completas!

  1. Gostei da vossa ´crónica ,impressionou-me a miséria ( mas cá também existe), ainda existem muitos sinais da guerra que são bem visiveis nas vossas fotos ,em contra partida aquela prai a tem àguas sem poluição ,,e calor enquanto nós estamos à lareira……… beijnhos e continuação de boa viagem.

  2. Cristina Saraiva diz:

    Boa crónica, como sempre, tirando a primeira parte que é sem dúvida macabra, e a parte final, da miséria que me chocou bastante, agora tenho que te dizer meu Gonçalo, dizeres-me que me levas a mim e ao João para a Figueira pois naquela ilha paradisíaca não se fazia nada… realmente, só tu, por isso é que não tiveram a sorte de encontrar a Angelina (eu arranjei maneira de não se cruzarem com ela, sabes como é que é)… Continuem meus aventureiros preferidos, beijinhos aos dois.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s